terça-feira, 1 de setembro de 2009

emoção

de nada vale a pena
se não derreter o coração
quando somos tocados
com uma terna e suave emoção

RuiSantos

2 comentários:

impulsos disse...

Pois não...

Aqui estou eu graças a um email que recebi da Elisabeth, conheces?
Pois...

E pelo que li por alto, tens aqui um belo cofre cheinho de bons tesouros poéticos que mereciam ser lidos por muito mais gente.
Arriscas?
Então aqui vai:
http://www.luso-poemas.net/

Também por lá ando já vai para mais de dois anos e foi lá que cresci enquanto amadora de escrita em poesia.

Aparece porque pode muito bem ser a porta que tanto esperas que se te abra...

Beijo

papoila disse...

nada como uma súbita , inesperada e forte emoção que nos leve do chão como um tornado e nos deixe de rastos com um ténue sorriso nos lábios